quarta-feira, 26 de julho de 2017

CURSO DE ILUSTRAÇÃO EDITORIAL
A História Humana Contada Pela Arte
ARTE DO IMPRESSIONISMO
AUGUSTE RENOIR
A Sensualidade e a Luz
O Modelo Vivo - O Nú
  
  

PIERRE-AUGUSTE RENOIR
Limoges, França 1841 - Cagnes-sur-Mer, França 1919
Pintor que iniciou o desenvolvimento do Movimento
Impressionista, conhecido por celebrar a beleza 
da sensualidade feminina.
Pai do cineasta Jean Renoir (1885-1952).
Era filho de Leonard Renoir, um alfaiate de origem modesta.
Em 1844 a familia mudou-se para Paris, em busca
de melhores oportunidades.
Aos 13 anos, devido à precária condição financeira da familia, teve que deixar a escola para se tornar aprendiz 
em uma fábrica de porcelanas.
Em 1862 começou a estudar arte sob a direção de Charles
Gleyre, onde conheceu Alfred Sisley, Frederic Bazille
e Claude Monet.
Em 1864, apesar de ter começado a exibir seus quadros
no Salão de Paris, o sucesso demorou para vir,
por causa da eclosão da Guerra Franco-Prussiana.
Mesmo utilizando as técnicas impressionistas durante
um longo período, Renoir nunca deixou de dar importância 
a forma.
Entre 1870 e 1883, entra em seu período impressionista,
pintando varias paisagens, mas suas obras 
são mais caracterizadas por retratar a vida social urbana.
Em 1881, passaria a buscar novas inspirações. 
Primeiro foi à Argélia, depois a Itália. 
O que mais o impressionou na Itália foi ver de perto as obras dos pintores renascentistas, principalmente de Rafael.
"Por volta de 1883, eu já tinha esgotado o Impressionismo
e finalmente chegado à conclusão de que não sabia pintar nem desenhar" declarou.
Além de Rafael, Renoir foi influenciado pelo neo-classicismo de Ingres, a quem admirava. Este novo período, de 1883
a 1887, ficou conhecido como "período seco", 
onde não houve mais espaço para pintura ao ar livre.
Começou a realizar estudos para uma de suas grandes obras, as "Grandes Banhistas", que só ficou pronta em 1887.
A partir de 1890 passou a pintar muitos nus e retratos.
A pesar das graves limitações físicas devido ao reumatismo,
continuou trabalhando até o último dia da sua vida, fazendo
com que lhe amarrasem os pinceis nas mãos paralizadas pela doença.
Renoir morreu em decorrência de problemas respiratórios
em 1919, aos 78 anos.

dados extraídos da Wikipédia

ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR - Busto de Renoir por Aristide Maillol


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR - Autorretrato - óleo


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


ARTE DO IMPRESSIONISMO - RENOIR


terça-feira, 25 de julho de 2017

sexta-feira, 21 de julho de 2017