quinta-feira, 24 de abril de 2014

CURSO DE ILUSTRAÇÃO EDITORIAL
SALVADOR DALÍ
SURREALISMO

SALVADOR DALÍ, junto com Max Ernst e René Magritte
foram três artistas "base" do Movimento Surrealista.
Todos os três eram virtuosos desenhistas e pintores,
e também podem ser considerados ilustradores, desde
que "configuram" temas nas suas pinturas, muitas vezes
carregadas de significados literários.
Dalí nasceu em Figueres, Catalunha, Espanha em 1904.
Em 1921, foi viver em Madrid, onde estudou na Academia
de Artes de San Fernando, sendo expulso em 1926,
por declarar na vespera dos exames, que ninguem 
na Academia era definitivamente competente para o avaliar.
Fez experiências com o Dadaismo, que influenciou
sua obra. Por esse tempo torna-se amigo íntimo de Federico
Garcia Lorca e Luis Buñuel. Em 1924 faz a sua primeira viagem a Paris e se encontra com Picasso, de  quem também receberá influência. Estuda os maestros, Raphael
e os renascentistas (Dalí chegou a desenhar como eles,
e pela prática de um naturalismo obsessivo, tornouse
antecedente do Hiperrealismo), Zurbarán, Vermeer 
e Velázquez.
Em 1929, colaborou com Buñuel no curta-metragem "Um Cão Andaluz". Conheceu a sua musa e futura mulher,
Gala Eluard, (cujo nome verdadeiro era Elena Ivanovna
Diakonova) uma emigrante russa dez anos mais velha 
do que ele, casada na época com o poeta surrealista
Paul Eluard. Em 1934, Dalí e Gala casaram-se numa cerimónia civil, e ele juntou-se oficialmente aos surrealistas no bairro parisiense de Montmartre.
Com a eclosão da guerra Civil Espanhola, foge e se recusa
a alinhar-se a qualquer grupo. 
Após o seu regresso a Catalunha, finalizada a Segunda Guerra, ele se tornou próximo do regime fascista
de Francisco Franco, chegando a lhe enviar uma carta
de apoio ao exterminio dos prisioneiros republicanos.
Dalí era um fascista e monarquista declarado, deixando
dúvidas sobre a seriedade do conteúdo de algumas
de suas obras.
Gala morreu em Port Lligat em 1982, Dalí em Figueres,
em 1989, aos 84 anos de idade.