segunda-feira, 31 de março de 2014

SEGALL - Auto-retrato - óleo 1909 --


SEGALL - Familia - óleo --


SEGALL - A Guerra - óleo --


SEGALL - A Guerra - óleo --


LASAR SEGALL --


SEGALL - Navio de refugiados - óleo --


SEGALL - Cabeça de Fiodor Dostoievski - xilogravura --


SEGALL - Retrato de Lucy - óleo --


SEGALL - Escultor --


SEGALL - Escultor - bronce - vista parcial --


SEGALL Escultor - bronce - detalhe --


domingo, 30 de março de 2014

SEGALL - Menino mulato - óleo 1924 --


SEGALL - Bananal - óleo 1927 --


SEGALL - Retrato de Mario de Andrade - óleo 1927 --


SEGALL - O bebedouro - aquarela 1927 --


SEGALL - Auto-retrato - óleo 1927 --


SEGALL - Mulher atrás da veneziana - Série "Mangue" - aquarela 1929 --


SEGALL - Maternidade negra - aquarela 1930 --


SEGALL - Interior de pobres - óleo 1921 --


SEGALL - Retrato de Wolheim - lápiz 1921 / Vemos nos desenhos de retrato de Segall, uma desconstrução das formas naturalistas, muito semelhante aos desenhos de Kokoschka.


SEGALL - Auto-retrato - nanquim 2014 --


SEGALL - Retrato - crayón 1920 --


SEGALL - Retrato de menino negro - lápiz 1927 --


sábado, 29 de março de 2014

SEGALL - Retrato de Tarsila do Amaral - grafite 1928 --


SEGALL - Jovem Negro - grafite 1927 --


SEGALL - Retrato de Lucy - óleo 1936 --


SEGALL - Paisagem brasileira - óleo 1925 --


SEGALL - Rio de Janeiro - água-forte 1927 --


SEGALL - Baile de negros - xilogravura --


SEGALL - Cabeça de negro - xilogravura --


CURSO DE ILUSTRAÇÃO EDITORIAL
EXPRESSIONISMO

VINCENT VAN GOGH - "Café Noturno" - óleo


Os antecedentes do Expressionismo nas artes plásticas,
podem ser encontrados em Van Gogh, na noltalgia da arte primitiva de Gauguin, na escultura africana, e na obra violenta e trágica do norueguês Edvard Munch.
Mas foi com o grupo BRUCKE (Ponte), formado na Alemanha em 1905, (o mesmo ano em que Picasso pinta "As Senhoritas de Avignon", quadro inicial do "cubismo" depois da sua "descoberta" da escultura africana), que a pintura expressionista começou a se impor.
_________________________________________________

Mais adiante veremos a origem do "cubismo", importante
tendência que mudou radicalmente a arte do século XX.
__________________________________________________

A destruição expressionista da imagem tradicional, foi favorecida pela crise da sociedade e pela desarticulação
moral que antecederam a Primeira Guerra Mundial.
Assim, o movimento baseou a sua imagem da condição humana e procurou transmitir nas suas telas a condição
do homem no mundo, seus vicios e seus horrores.
As cores tornaram-se violentas e explosivas, as figuras
distorcidas, quase caricaturais, e a perpectiva foi negligenciada. Os artistas infundiram nos objetos sua
própria personalidade e as emoções derivadas da tradição
romántica (na qual o sonho e a imaginação eram valores
assênciais).
È isso sob uma nova forma do trágico, unido a angustia
do século XX.
Os temas expressionistas eram obsessivos e dramáticos,
não somente pela marcação das cores, mas também pela 
monumentalidad da forma, a violência e a agudeza do grafismo. Daí uma volta à linha expressiva , aos modelos
simplificadores da gravura e às técnicas de ilustração,
onde se contrastam juventude e velhice e onde os horrores
da guerra e da decadência são apresentados de maneira
angustiada, chegando por vezes a alucinação, como nas cenas da guerra de Otto Dix ou "O Grito" de Edvard Munch.
"Tentei com o vermelho e com o verde exprimir
as terríveis paixões dos homens". Falando a propósito
de um de seus quadros "Café à Noite", Van Gogh expôs
um dos principios do expressionismo: desenhar diretamente
com a cor para que se exprimam de maneira sugestiva as
coisas sofridas e vividas, por meio da deformação plástica
extraído da Wikipédia

CURSO DE ILUSTRAÇÃO EDITORIAL
OSKAR KOKOSCHKA
PINTOR EXPRESSIONISTA
OS DIVERSOS GRAFISMOS 
NO DESENHO DE RETRATOS.

OSKAR KOKOSCHKA - Áustria 1886 - Suiça 1980
Foi um pintor expressionista nascido 
no Império Austro-Húngaro.
De 1905 a 1909, assiste aos cursos Kunstgewer Beschule
de Vienna, onde um dos seus professores foi Gustav Klimt.
Em 1910 muda-se de Vienna para Berlim.
A partir de 1912, Kokoschka vive uma paixão 
com Alma Mahler-Werfel. Este amor e as cartas trocadas
inspirou-lhe diversas obras.
Em 1914 ele se junta aos pintores da Sécession Viennoise
de Berlim.
Com o inicio da Primeira Guerra Mundial, alista-se num regimento de dragões. 
Em 1916 é ferido na frente de batalha, e internado 
num hospital de Dresden, onde ficou até 1923.
Entre 1919 e 1924, torna-se professor da Escola de Artes de Dresden.
Volta a Vienna em 1933, depois da morte da sua mãe. 
Em 1934 exilia-se em Praga por razões políticas, conhece
Olga Palkovska, com quem contrae matrimónio.
Em 1938, devido a ocupação nazi da Checoslováquia,
emigra com a sua mulher para Londres.
Em 1953, estabelece-se em Villeneuve, Suiça, onde falece
em 1980.
Kokoschka foi um dos melhores retratistas 
do Expressionismo. A sua pesquisa de diversos grafismos
no desenho do rosto humano, é até hoje umas das referencias mais importantes dos meus retrato

KOKOSCHKA - Auto-retrato - óleo --


KOKOSCHKA - óleo --


KOKOSCHKA - Auto-retrato - óleo --


KOKOSCHKA - óleo --


KOKOSCHKA - Auto-retrato com Alma Mahler - óleo --


KOKOSCHKA - óleo --


KOKOSCHKA - óleo --


sexta-feira, 28 de março de 2014